Baile da Vida – Mauro Silveira da Silva

1º Reponte da Canção Crioula – São Lourenço do Sul – RS – 1985.Composição que conquistou o prêmio de Música Mais Popular. BAILE DA VIDA Letra: Mauricio MartinsMúsica: Mauro SilvaIntérprete: Mauro Silveira da Silva Lá vai o campeiro cruzando a porteiraAlegre piazito diz que a vida é fandangoA infância foi xote, vaneira e tangoE vaiContinuar lendo “Baile da Vida – Mauro Silveira da Silva”

Velho Cantor – Marco Auréio Vasconcellos e Os Posteiros

9ª Califórnia da Canção Nativa do RS – Uruguaiana – RS – 1979.Compoisção premiada com o Terceiro Lugar. VELHO CANTOR Letra: Gilberto CarvalhoMúsica: Marco Aurélio VasconcellosIntérpretes: Marco Auréio Vasconcellos e Os Posteiros Como figura surgidado ventre fundo dos anossua estampa de Fronteirasacudida de Minuanosse derramava em guitarrapelos fogões campechanos. Contava até que de noite,quando solitoContinuar lendo “Velho Cantor – Marco Auréio Vasconcellos e Os Posteiros”

Um Galope na Várzea Larga – Cristiano Quevedo e Gustavo Teixeira

10ª Vigília do Canto Gaúcho – Cachoeira do Sul – RS – 1999. UM GALOPE NA VÁRZEA LARGA Letra: Gujo TeixeiraMúsica: Gustavo TeixeiraIntérpretes: Cristiano Quevedo e Gustavo Teixeira A imensidão da campanha é um retratonum fim de tarde, nestas bandas do Rio Grande.Meu zaino negro, num compasso, atira o freio,marca um floreio que, pela várzea,Continuar lendo “Um Galope na Várzea Larga – Cristiano Quevedo e Gustavo Teixeira”

Tatuagens – Chico Saratt e Mário Barbará

40ª Califórnia da Canção Nativa do RS – Uruguaiana – RS – 2017.Composição premiada com o Melhor Arranjo TATUAGENS Letra: Gilberto CarvalhoMelodia: Lenin NuñezIntérpretes: Chico Saratt e Mário Barbará Trago “pilhas” de retratose o calor desses abraçosdos lugares que passei.Largos sorrisos gravadose os gestos emocionadosdos irmãos que eu encontrei. Guardo vinhos repartidos,tantos goles comovidos,em madrugadasContinuar lendo “Tatuagens – Chico Saratt e Mário Barbará”

São as Luzes dos Teus Olhos – Índio Ribeiro

10ª Sapecada da Serra Catarinense – Lages – SC – 2010.Composição que conquistou os prêmios de Primeiro Lugar, Melhor Letra, Melhor Melodia e Melhor Arranjo. O Índio Ribeiro também levou o prêmio de Melhor Intérprete. SÃO AS LUZES DOS TEUS OLHOS Letra: Índio RibeiroMusica: Índio RibeiroInterprete: Índio Ribeiro São as luzes dos teus olhosQue brilhamContinuar lendo “São as Luzes dos Teus Olhos – Índio Ribeiro”

Quando a Saudade Atropela – Joca Martins

15ª Reculuta da Canção Crioula – Guaíba – RS – 1999. QUANDO A SAUDADE ATROPELA Letra: José Carlos Batista de DeusMúsica: Jairo Lambari Fernandes e Cristiano QuevedoIntérprete: Joca MartinsDeclamação: Cristiano Quevedo “Me abraço no cavalete– Bombeando argolas e tranças –E uma tropa de lembrançasCom mansas e caborteiras…Vêm lamber sal nas basteiras, Julgar meu próprio semblanteQueContinuar lendo “Quando a Saudade Atropela – Joca Martins”

Paisagem Urbana – João de Almeida Neto

1ª Vertente da Canção Nativa – Piratini – RS – 1987.Composição vencedora do Primeiro Lugar e prêmio de Melhor Instrumentista (Frutuoso Araújo). PAISAGEM URBANA Letra: João de Almeida NetoMúsica: João de Almeida NetoIntérpretes: João de Almeida Neto e Frutuoso Araújo Recostado no pilar marmorizadoDa “pratibanda” de uma loja fina,Arranca notas de uma gaita velha,Pra umaContinuar lendo “Paisagem Urbana – João de Almeida Neto”

O Bugio e as Macacas – Os Garotos de Ouro

10ª Coxilha Nativista – Cruz Alta – RS – 1990.Composição premiada com o Terceiro Lugar. O BUGIO E AS MACACAS Letra: Vaine DuarteMúsica: Juliano TrindadeIntérepete: Os Garotos de Ouro Sexta-feira eu pego um trocoE já saio que nem louco,Com coceira na guaiaca!Me vou lá pro rancheriu,Por em cria o meu bugioCom a china das macacas.Continuar lendo “O Bugio e as Macacas – Os Garotos de Ouro”

Na Farra – Sandro Rockembach

21º Ponche Verde da Canção Nativa – Dom Pedrito – RS – 2006. NA FARRA Letra: Rogério VillagranMelodia: Aluisio Rockembach e Rogério VillagranIntrérprete: Sandro Rockembach Pulso a guitarra na farra que se encordoaE a noite mansa me alcança, floreando a goela.Castigo o bordão no clarão dos olhos delaQue deixa a prima – sem rima –Continuar lendo “Na Farra – Sandro Rockembach”