Vento Norte – Eraci Rocha

5ª Coxilha Nativista – Cruz Alta – RS – 1985.Composição premiada com o troféu “Ana Terra”, pelo Terceiro Lugar. VENTO NORTE Letra: Dirceu Alves AbrianosMúsica: Airton PimentelIntérprete: Eraci Rocha Tal qual fole de uma forjaSopra o fogo das cambonasE nas frinchas dos galpõesEntoa vozes de cordeonas Te chamam vento araganoConhecedor de caminhosMas a terra daContinuar lendo “Vento Norte – Eraci Rocha”

Um Horizonte e Outro Mais – Raineri Spohr

5ª Manoca do Canto Gaúcho – Santa Cruz do Sul – RS – 2010.Composição que conquistou o Primeiro Lugar e Melhor Melodia. Letra: João Stimamilio SantosMúsica: Raineri Spohr e Gustavo OliveiraIntérprete: Raineri Spohr ¿De donde heres? Sou do rio grande!Procedência gaúcha, de fatoSou da campanha, sou da cidadeJá tenho idade, levei uns tombos e aprendiOContinuar lendo “Um Horizonte e Outro Mais – Raineri Spohr”

Tchê Amigo – Leonel Gomez e João Gabriel

4ª Galponeira de Bagé – Bagé – RS – 2007. TCHÊ AMIGO Letra: Rogério ÁvilaMúsica: Leonel GomezIntérpretes: Leonel Gomez e João Gabriel O vento chamou meu nomeComo pedindo outro sapucayQue a flor do campo, tchê amigoDo campo longe não sai Com a alma no rincãozitoQue por bonito, me faz lembrarQue a vida vem da raízEContinuar lendo “Tchê Amigo – Leonel Gomez e João Gabriel”

São Gritos Que Se Perderam – Délvio Oviedo

1º Pastoreio da Canção Crioula – Novo Hamburgo – RS – 1982. SÃO GRITOS QUE SE PERDERAM Letra: Nilo B. BrumMúsica: Mario BarrosIntérprete: Délvio Oviedo Carrego muito setembroNos pessuelos da memória,Relembro tempos de glóriasEm dias de marcação. Dava gosto ser peão,Mesclando serviço e festa,Levando a vida ao reponteE chapéu quebrado na testa! Debaixo do arvoredoJáContinuar lendo “São Gritos Que Se Perderam – Délvio Oviedo”

Rancho de Luz – Angelo Franco e Angela Gomes (Coxilha)

17ª Coxilha Nativista – Cruz Alta – RS – 1997. RANCHO DE LUZ Letra: Túlio Urach e Carlos Omar Villela GomesMúsica: Túlio Urach e Gibão StrazzaboscoIntérpretes: Angelo Franco e Angela Gomes Sentado à mesa, o mate novo,A vela acesa, o olho turvoOuço mil cascos em disparada,Lá por de trás da coxilhaE o Negrinho gorjeia seuContinuar lendo “Rancho de Luz – Angelo Franco e Angela Gomes (Coxilha)”

Quando a Saudade Se Agranda – Joca Martins

15ª Vigília do Canto Gaúcho – Cachoeira do Sul – RS – 2004.Composição premiada com o troféu de Melhor Arranjo. QUANDO A SAUDADE SE AGRANDA Letra: Rodrigo BauerMúsica: Joca MartinsIntérprete: Joca Martins Que bueno encilhar um mouro,Sair cortando caminhos!Quem ruma para um namoro,Não estradeia sozinho. O coração me comanda,Vai compassando as chilenas.Quando a saudade seContinuar lendo “Quando a Saudade Se Agranda – Joca Martins”

Palanque do Pago – Léo Almeida

4ª Comparsa da Canção – Pinheiro Machado – RS – 1988.Composição premiada com o Primeiro Lugar. PALANQUE DO PAGO Letra: Dirceu AbrianosMúsica: Juliano JavoskiIntérprete: Léo Almeida Antes que o dia amanheça,João já está de pé!De contraponto com a passarada,Escuta o canto de um garnizé. Aquece água na cambona pro amargo,Atiçando o braseiro,Enquanto o fio daContinuar lendo “Palanque do Pago – Léo Almeida”

O Campeador – Lisandro Amaral

5ª Galponeira de Bagé – Bagé – RS – 2008.Composição premiada com o Segundo Lugar. O CAMPEADOR Letra: Sergio Carvalho PereiraMúsica: Juliano GomesIntérprete: Lisandro Amaral Larguei meus cavalos n’águaNo passo das corticeirasLevantou mareta grandeDe beijar nas barranqueiras. Levou a flor coloradaQue olhava o espelho d’águaE encheu de barro e de mágoaOs lençois das lavadeiras. NoContinuar lendo “O Campeador – Lisandro Amaral”

Na Fazenda do Barreiro – Raineri Spohr e Ricardo Bergha

1º Canto do Barreiro – Urupema – SC – 2017. NA FAZENDA DO BARREIRO Letra: André OliveiraMelodia: Raineri SpohrIntérpretes: Raineri Spohr e Ricardo Bergha Mirando as cordilheirasdeste cenário campeirona Fazenda do Barreio,marco xucro de esxistênciavejo serras e coxilhas ondeo esverdeado se expandeparecendo meu Rio Grandeque se cambiou de querência. A velha hospitalidade,no ritual do mateContinuar lendo “Na Fazenda do Barreiro – Raineri Spohr e Ricardo Bergha”