Pela Voz do Campo – Lisandro Amaral


6º Cante Uma Canção em Vacaria – Vacaria – RS – 2008.*

PELA VOZ DO CAMPO

Letra: Lisandro Amaral
Música: Cristian Camargo
Intérprete: Lisandro Amaral

Amigos ventos já andavam brabos,
calando antigos ancestrais e taitas,
quando saltamos de guitarra e verso
trançando alma nos botões da gaita.

Se o barbicacho, deste jeito antigo,
firmou dos ventos nossos “gens” vaqueanos,
tenho a certeza que não morreremos
na voz terrunha de um guri pampeano.

Sobram rancheiras, nascem chamarritas,
prendas bonitas molham corações
quando meu verso ganha céu e estrela
na luz da alma das tuas canções.

Ganhei mais alma
quando os teus acordes
banharam puros,
simplesmente, os frutos…
… que plantamos livres
para os que passaram,
e cantar aos que ficaram
ouvindo um canto esperança.

E tudo o que foi lembrança:
rancheiras e chamarritas,
vaneiras, toadas bonitas,
pra continuarmos a trança
e todo laço esperança
que traz, na armada, a riqueza
e tem a luz e a firmeza
no olhar de cada criança.

Por certo, a noite – feiticeira amiga –
se fez luzeiro nalgum pirilampo.
Cai um poema – oração e canto –
missão guerreira pela voz do campo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s