O “Loco” da Gaita – Jorge Freitas e Nilton Ferreira


21º Carijo da Canção Gaúcha – Palmeira das Missões – RS – 2006.

O “LOCO” DA GAITA

Letra: Severino Moreira
Música: Zulmar Benitez
Intérpretes: Jorge Freitas e Nilton Ferreira

Que gaiteiro mais bagual,
Até parece um “endiabrado”,
Deixa os machos se babando
E o chinaredo assanhado.
Quando rasga a “oito soco”
Num chamamé debochado.

Há quem diga que é “loco”
E que a loucura não tem fim
Quando faz a gaita velha
Zunir qual camoatim,
Bendita seja loucura
Que te fez tocar assim.

No solfejo deste fóle
Sopra cinza de tição,
Recendendo à carne gorda
E ronco de chimarrão.
Carrega a querência inteira
Nessa gaita de botão.

Se dengueia chinóquinha
Ouvindo “Pra Ti Guria”,
Como pode essa gaita
Tirar as notas que tira?
Será parte com o capeta
Ou um anjo que te inspira?

Por vezes é uma lacraia
Que se torce e se revira,
Outras um cavalo xucro
Cutucado “nas virilha”
Ou a pureza materna
Da vaca lambendo a cria.

Às vezes parece cobra
Quando sai errando o bote,
Outro sopro do minuano
Ou talvez o vento norte.
Ou um bando de caturra
Conversando com os filhotes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s