Topando a Parada – Juliano Moreno e Daniel Cavalheiro


4º Canto Sem Fronteira – Bagé – RS – 2006.

TOPANDO A PARADA

Letra: Eduardo Soares
Música: Fabrício Harden
Intérpretes: Juliano Moreno e Daniel Cavalheiro

“Perdemo” a carreira e bem de a cavalo,
Seguimos no embalo pra outro rincão.
O pingo é dos buenos e sempre altaneiro,
Num trote chasqueiro pra orgulho do peão.

Não há de ser nada, “topamo a parada”
Pra outra enfrenada, mas bem campo afora…
No jeitão campeiro, no altar da invernada,
Com as armas afiadas: rebenque e espora!

Floreia, parceiro, teu pingo no freio!
Tá pronto o careio pra “lidá” com o gado,
Que eu tô de a cavalo, no estilo fronteiro,
Num mouro campeiro e “muy” bem domado.

Atraco esmagando pra “pechá” o novilho,
Botando no trilho de algum descampado,
Pois sobra coragem e patas pra o pingo,
Pra neste domingo “trompeá” um mal costado…

E no fim da tarde se chora a cordeona,
Arrasto “as carona” pra ajeitar namoro,
Ainda levo a morena, depois do surungo,
Pra algum fim de mundo, na anca do mouro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s