Senhora Vanera – Ita Cunha


35ª Gauderiada da Canção Gaúcha – Rosário do Sul – RS – 2017.
Composição premiada com o prêmio de Música Mais Popular.

SENHORA VANERA

Letra: Anomar Danúbio Vieira
Música: Juliano Gomes
Intérprete: Ita Cunha

Senhora Vanera… gaviona,
Do baile é a dona, “patrona” e rainha,
Ressoa teu eco nos cantos da sala
Que a vida se embala na tua melodia.

Senhora Vanera… vaqueana,
Em horas “tempranas” pariu madrugadas
“Alumbrando” sonhos e olhares marcantes
Que dizem bastante, sem falarem nada.

Senhora Vanera… campeira,
Chamando a boeira ponteia o Domingo
Te engraça num xale adornando a figura
Da bela xirua que dança sorrindo.

Te falo de marca crioula e grongueira
Senhora Vanera, de estirpe pampeana
A noite é pequena pra o teu sentimento
Voltando no tempo te faz quero-mana.

Por ser do Rio Grande tem alma do povo
Naquele retovo de estância e fronteira
Fizeste querência nesta “de botão”
Pra ser no galpão a Senhoa Vanera.

Senhora Vanera… terrunha,
Tu és testemunha de quantos surungos…!?
Quando a gauchada se apeava pachola
E froxava as argola, aliviano os matungos.

Senhora Vanera… “pulpeira”,
Central e “vilera”, “puepblera” e rural
Se algum doble-chapa te larga “cumbiada”
Tirando pra estrada um sotaque oriental.

Senhora Vanera… gaúcha,
Que traz na garupa “sonidos” de campo
Te canto pra lua e pra aquele que entende
Que és tu quem acende o candeeiro dos ranchos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s