Pedra Morena – Marcelo Oliveira e Xirtú Antunes


1º Canto do Barreiro – Urupema – SC – 2017.

PEDRA MORENA

Letra: Xirú Antunes
Melodia: Carlos Madruga
Intérpretes: Marcelo Oliveira e Xirtú Antunes

Rincão Bonito, abençoado,
Onde um rio caminhador,
Benze com água pura,
O sítio do caserio,
Sobreado da mansidão
De um arvoredo guaxo.

O gelo dos teus invernos,
Tem contrapontos de fogo,
Das brasas do teu fogão
Que proseiam nas noiteras,
Voz de guitarra e o gosto
De vinho tinto e pinhão.

Cozinha de chão batido,
Onde bate o coração,
Pedra morena entaipada,
Que amorenou de fumaça,
Alma antiga, tal tuas pedras,
Rondando o fogo de chão.

Barreiro, quanta saudade,
Ficou pelos teus recantos,
Dos que vieram e se foram
Levando teus acalantos
Mas voltarão algum dia
Ao feitiço dos teus encantos.

Estância da indiada as ordens,
Buena e de alma Gaúcha,
Teu semblante justifica
O passe pra diante no mais,
Ao saudar os caminhantes
Que necessitam pousar.

Aconchego de infância,
De paz e pedra antiga,
Gosto caseiro, lembranças,
Que a memória vem contar,
Coisas boas do passado
Que reencontro neste lugar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s