Canta Aquela – Juliano Moreno


3º ExpoCanto – Arroio Grande – RS – 2011.

CANTA AQUELA

Letra: Fabrício Marques e Fábio Maciel
Melodia: Juliano Moreno
Intérprete: Juliano Moreno

Canta aquela, meu canário… Canta Aquela!

Que hoje vou bailar com ela
Pois não vim aqui alpedo
Voltei ao povo mais cedo
Pra contar-la em serenata
Mas hay baile, to com plata
E o vinho golpeou o medo…
Ao sussurrar meus segredos
Esse romance desata!

Canta aquela, meu canário… Canta aquela!

Pois quem sabe, não apela
E a linda guaina se topa
Tu canta, eu saio da copa
Venho co’a alma povoada
E trouxe a flor colorada
Pra ofertar comovido
Sencillo “mimo” benzido
Numa outra madrugada…

Canta aquela, meu canário… Canta aquela!

Para encantar a donzela
Te peço esse regalo
Tu canta, eu meto o cavalo
Com toda calma e perícia
Trago um tanto de carícia
Para entregar com respeito
Ao recostá-la em meu peito
Com ternura e sem malícia!

Canta aquela, meu canário… Canta aquela!

Firmo meu olhar no dela
E me desmancho num verso:
“Já chega de andar disperso
Sonhando com teu calor
Quiero ser tu pica flor
No jardim do coração
E perdoe a pretensão
Se não sou merecedor”

Canta aquela, meu canário… Canta aquela!

Enquanto murmura ela
Acanhada, segredando:
“- Prometo, fico esperando
O teu retorno e assim
Tão pura quanto um jasmim
Responderei comovida
Serei só tua na vida
Mas canta aquela pra mim!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s