Bendito – Marco Aurélio Vasconcellos e Os Posteiros


7ª Califórnia da Canção Nativa do RS – Uruguaiana – RS – 1977.*

BENDITO

Letra: Kenelmo A. Alves
Música: Marco Aurélio Vasconcellos
Intérpretes: Marco Aurélio Vasconcellos e Os Posteiros

Perdido na imensa planura
entre o verde e o azul infinito…
suas mãos de capim santa fé
parecem até que estão implorando,
pedindo, rezando, falando com Deus…

Por isso lhe chamam bendito
– humilde ranchito de palha e de fé –

Ranchito, que foi templo, lar, trincheira…
de quem, aqui, andou, pela vez primeira
e o batizou de rancho bendito…
– humilde ranchito de palha e de fé –

Ele viu as estradas se abrindo
e por elas o progresso passar…
e fiel a promessa de abrigo,
ao último taura insistiu em ficar.

Por isso lhe chamam bendito
– humilde ranchito de palha e de fé –

Ele viu as estradas se abrindo
e por elas vida nova a passar…
e fiel a promessa de abrigo,
ao último taura insistiu em ficar.

Por isso lhe chamam bendito
– humilde ranchito de palha e de fé –

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s