Rapador – Nilton Ferreira


Ronda Virtual da Canção – 2020.
Composição premiada com o Terceiro Lugar e Melhor Instrumentista (Felipe Goulart).

RAPADOR

Letra: Gederson Fernandes
Melodia: Felipe Goulart
Intérprete: Nilton Ferreira

Vejo uma tropa estendida sem culatra nem fiador
Marchando num corredor sem capataz nem ponteiro
E o destino derradeiro de qualquer tropa assombrada
É o estouro da boiada de d’onde não “ay” tropeiro

Levando tudo por diante, levantando “porvadeira”
Desrespeitando as fronteiras das lindeiras invernadas
A muito já povoada onde habita a mansidão
Por quem cuida do seu chão a cada nova alvorada

Assim vejo a humanidade andando na direção
Da própria destruição desmatando e poluindo
Para si próprio mentindo e achando ser natural
Sendo mais irracional do que uma tropa fugindo

Não que seja pertinente viver por diante tocado
Mas quem vive sem costado se torna algoz de si mesmo
Proliferando o desprezo pela própria humanidade
E por riqueza e vaidade destrói a tudo e a esmo

O destino desta tropa só Deus sabe onde vai dar
Se assim ela continuar marchando sem ter tropeiro
Sem capataz nem ponteiro sem culatra nem fiador
Lá no fim é um “rapador” de campo por paradeiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s