Mas Que Tal o Parceiro – Ildefonso Milcharek


Ronda Virtual da Canção – 2020.

MAS QUE TAL O PARCEIRO

Letra: José Cézar Matesich Pinto
Melodia: Tuny Brum
Intérprete: Ildefonso Milcharek

Mas que tal o bom parceiro que tive,
Que, ao partir para outro universo,
Deixou suas melodias em meus versos
E parece que neles ainda vive.

Tal o talento que se revestiu
De sensibilidade a vida inteira,
Que, apesar da saudade em sua esteira,
Não nos deixou de coração vazio.

Tal o poder de sua sementeira,
Que ninguém de tristeza sucumbiu,
Mas assume o que sempre nos uniu
Em torno da alegria verdadeira.

Mas que tal o bom parceiro que tive,
Que, ao partir para outro universo,
Deixou suas melodias em meus versos
E parece que neles ainda vive.

Tal o sentido pleno de sua obra
E o que ela representa em parceria,
Que eu nunca abandonei a poesia,
Apesar dos acordes que ela cobra

Pois até a minha hora derradeira
Vou mesclar os meus versos com milongas,
A procurarem nas estradas longas
Um parceiro de fé “tal o pereira”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s