Entre as Pedras do Meu Canto – Gustavo Teixeira


25ª Sapecada da Canção Nativa – Lages – SC – 2017.

ENTRE AS PEDRAS DO MEU CANTO

Letra: Mateus Neves da Fontoura
Melodia: Vitor Amorim
Intérprete: Gustavo Teixeira

Entre as pedras do meu canto… hei de encontrar serenada
Vestida de madrugada, tenho certeza que inteira,
Uma florzita trigueira, retovada de quebranto,
Toda enredada de encanto e perfume de laranjeira

Entre as pedras do meu canto… canto bruto, sim senhor,
Tenho o espaço acolhedor pra eternizar primaveras.
Ergui no Passo das Eras o rancho mais protegido
Em cada verso, um abrigo, pra flor mais pura da terra!

E nem o vento insistente que já tocou o infinito
Há de alcançar, acredito, o teu pendão delicado
Pois bem sei que em teu costado haverá guarida e tanto
Entre as pedras do meu canto, flor do amor, é que eu te guardo.

Embora as pilchas surradas pela vivência campeira
Bem sabe a lua viajeira dos meus segredos dormidos,
Do que carrego comigo e não entrego a ninguém
Senão àquela que vem pra repartir meus sentidos…

Se trago a estampa fechada, embrutecida de campo…
Arquitetei o meu canto, pedra por pedra, um fortim
Esperançando que ao fim germines junto às guitarras
Se me faltarem palavras…. que os versos falem por mim!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s