Vida Afora, Noite Adentro – Marcelo Oliveira e Kiko Goulart


26ª Sapecada da Canção Nativa – Lages – SC – 2018.
Composição premiada pelo Melhor Conjunto Vocal.

VIDA AFORA, NOITE ADENTRO

Letra: Rogério Villagran
Melodia: Kiko Goulart
Intérprete: Marcelo Oliveira e Kiko Goulart

A lua, clareava cheia,
Na testa do meu picaço,
E ao trote, duas estrelas,
Vinham marcando o compasso…

Era noite de verão,
Povoada de vagalumes,
E os pastos enserenados,
Exalavam seus perfumes…

Junto ao resmungo das sangas,
Soprava uma brisa calma,
Tirando o peso do dia,
Soltando o corpo da alma…

O grito dum quero-quero,
Na canhada retumbava,
Anunciando que algum sorro,
Entre as macegas cruzava…

Da onde eu vinha, trazia,
Uma saudade recente,
Das que depois da cancela,
Já aperta o peito da gente.

E o que pra trás, foi ficando,
Tem um sorriso bonito,
Que pairava, em meu costado,
Pra eu não andar mais solito.

Eu sempre fui, cruzador,
De caminhos e picadas,
E a cada passo, cruzado,
Cortando cada invernada.

Podia assim, me dar conta,
Que este andar, tem o sentido,
De encontrar nas lonjuras,
Algo bom, pra ser vivido…

O meu picaço, que sabe,
Das coisas que não comento,
Masca o freio, troca orelha,
E segue troteando, atento.

Um lotezito de gado,
Vem pra volta, farejando,
Sem se importar com o cachorro,
Que andava me acompanhando.

É lindo, cruzar a noite,
Poder respirar, liberto,
E sentir que a calmaria,
Traz o que é longe, pra perto.

E logo adiante, na estância,
Que adormecida, ressona,
Talvez um resto de fogo,
Guarde um chiar de cambona.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s