Batizando “Os Tarro” – Marcelo Donato


17ª Sapecada da Serra Catarinense – Lages – 2017.

BATIZANDO “OS TARRO”

Letra: Gilson Aguiar
Melodia: Marcelo Donato
Intérprete: Marcelo Donato

Bater de cascos, ainda é madrugada
No cantar do galo, lá vem a gateada
Para a obrigação
Gaiota cheia, e o povo esperando
A mesa tá pronta, e o leite chegando
Pro café com pão

Num velho tarro da crioula venda
Vem a encomenda, comércio a granel
É o sustento de guacho e criança
É o leite do tambo,
E dá prá encher a pança até dos coronel

Pobre leiteiro que não faz feriado
Anda ressabiado co´a nação quebrada
Já não consegue dar batom pra ela
Nem mortadela para a gurizada

Pra ter o soldo um pouco reforçado
Se viu obrigado até a engambelar
Com meio litro d´agua do lajeado
Leite batizado, pra poder lucrar!

De vez em quando, um vivente encontrava
Sapito de cola que ainda boiava
Na jarra de alguém
Ou um lambari, que vinha no reforço
Dava bate boca, retoço, alvoroço
E peleia também

Mesmo surrado pela lida bruta
Sem frouxar o garrão, o ofício que quis
Ao lado dela, piazedo na escola
Batizando os tarro,
Sem pedir esmola, vive mui feliz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s