Rancho de Barro – Quarteto Coração de Potro


25ª Sapecada da Canção Nativa – Lages – SC – 2017.
Composição premiada como Melhor Melodia.

RANCHO DE BARRO

Letra: Xirú Antunes
Melodia: Kiko Goulart
Intérprete: Quarteto Coração de Potro

Abriga muito este rancho,
Na sua proposta humilde,
De ser alma em vez de corpo,
Sem marcas e cicatrizes.

O terreiro caprichoso,
Oferta as flores mais lindas,
De um jasmineiro florido,
Pros cabelos da chinita.

Ah! Meu rancho silencioso,
Nestas manhãs de bom dia,
Com toalhas branquicentas,
No quarador da cacimba.

Quem me dera, fosse eterno,
Ranchito de palha e barro,
Pra guardar sempre os costumes,
Da gente deste meu pago.

Cinamomo sombreado,
Onde arreios antigos,
Sesteiam nas veraneiras,
Destes verões mal dormidos.

Mais pra um lado,um galpãozito,
Do mesmo barro do rancho,
Com ganchos de pitangueira,
E um varal pra um charque gordo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s