Semente de Lua – Lisandro Amaral


3ª Aldeia da Música do Mercosul – Gravataí – 2006.
Composição premiada com o Primeiro Lugar, Melhor Letra, Melhor Arranjo e Melhor Intérprete.

SEMENTE DE LUA

Letra: Lisandro Amaral
Música: Lisandro Amaral
Intérprete: Lisandro Amaral

De uma semente de lua
Nasce o cantar de um tropeiro,
Que acende olhos noturnos
para enxergar alma adentro.

No céu escrito, entre amores,
Na poesia dos ventos
E, em toda vida, na estrada
Com seus presságios de tempo.

Apeio e componho as garras,
Olhando a tropa que sente
Porque meu canto de ronda
Tem um mistério inconsciente.

Que aperto junto da cincha,
Olhar de lua em semente,
E vejo que o campo é Deus
Rondando a alma da gente.

Canto semente de lua,
Pedindo luz pra viver,
Sorriso livre entre a noite
Que espera o sol pra morrer.

Canto de paz maternal
No olhar da lua redonda,
Bebendo alma e sereno,
Benzendo aquele que ronda.

“Talvez o próprio silêncio
Respire junto ao meu mouro,
Que adormeceu, sobre as garras,
Suas virtudes de touro
Talvez entenda, sonhando,
Porque é semente de lua
Que bebe a voz do sereno,
Germina um canto charrua
Depois se funde ao orvalho
E sobre a tropa flutua.

Escute a voz escondida
Que mora além da paisagem,
Perceba além desta imagem
Que te oferece o silêncio
Onde respiro o que penso à noite,
A noite que passeia nua
E sobre o campo flutua
Na poesia dos ventos
Pra germinar alma adentro
Uma semente de lua”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s