De Antigamente – Juliano Javoski


16ª Ronda de São Pedro – São Borja – RS – 1997.
Composição que foi a campeã do festival, além de receber o prêmio de Melhor Letra.

DE ANTIGAMENTE

Letra: Juliano Javoski
Música: Juliano Javoski
Intérprete: Juliano Javoski

Antigamente meus olhos eram outros
De verem coisas que não se vê mais
Fio de bigode, lealdade nas palavras
Que se cambearam pros campos do nunca mais

Antigamente as casas eram grandes
Bem vestidas de alvuras brancas
Arrodeadas de jardins e arvoredos
Habitadas de aconchego e gente franca

Antigamente eram outras as estradas
De conduzirem as canções dos carreteiros
E as noites, quinchas estreladas
Nas pousadas desses rudes viajeiros

Antigamente a vida era assim
Tão simples, pessoas e fatos
Pena que esse tempo envelheceu
Amarelando na moldura dos retratos

Antigamente se falava de tropeadas
Do tempo das soalheiras, do rigor
Das luas de castrar e de enfrenar
Serviço bruto pro laço e o tirador

Antigamente se proseava de romances
De peleias, de causos e assombração
De jujos pra curar todos os males
A não ser aqueles do coração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s