Na Volta da Estrada – Raineri Spohr


12º Um Canto Para Martin Fierro – Santana do Livramento – RS – 2012
Composição premiada pelo Melhor Arranjo.

NA VOLTA DA ESTRADA

Letra: Mateus Neves da Fontoura
Música: Raineri Spohr
Intérprete: Raineri Spohr

Entregou a encomenda:
Canha, fumo, “querosena”
E as velas da Tia Maruca…
O vestido pra Manoela,
Uma sanha na cancela
E a saudade na garupa.

Do bolicho do Tio Nico
Se foi mais de légua e pico
Despachando um trote largo,
Na cruzada de outro dia
Com seu galgo Ventania
E a cadência do tostado…

Não faltou nenhum mandado
Nem sobrou nos anotado
Tudo medido e certito…
Com a alma alivianada
E a nica-joga embolsada
Pela paga do piazito!

E o Selmar pelo galpão
Meta canha e violão
Volta e meia um baio bueno,
Fechado a palha de milho
Que entre verso e estribilho
Fumaceia bem sereno!

E na volta da estrada
Traz uma história inventada
Com ares de picardia:
“ – Tu me acredita Manoela
Que no Passo da Pinguela
Rezei quatro Ave-maria?”

“ – Pois é fato sucedido
Que eu vinha desprevenido
Assobiando uma coplita
E me saltou bem na frente
Um misto de fera e gente
Com‘ zoreia’ de mulita”

Fim de mês a estrada é certa
E um mundo de porta aberta
Pra guri, galgo e tostado…
Nem que a coisa fique preta
Quem compra na caderneta
Volta pra pagar o fiado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s