Mas Que Rica Vaneira – Robson Garcia


9º Canto Farroupilha – Alegrete – RS – 2017.
Composição premiada com o Terceiro Lugar.

MAS QUE RICA VANEIRA

Letra: Leonardo Borges
Melodia: Marcelo Holmos
Intérprete: Robson Garcia

Mas que rica vaneira
Foi o dizer do tio Mauro…
Quando o gaiteiro tronqueira
Cambiou o baile de embalo,
Quem chora menos se atraca
E sai gastando alpargata
Depois de “metê” o cavalo!

Mas que vaneira gaúcha
Cheirando a canha com Coca
Num floreio de a la pucha!!!
Donde até loco se bota;
Só podia ser fronteira
De pandeiro e botoneira,
Mas que rica da Vaneira
Num rincão fundo de grota!

Vaneirita alma de campo
Com menção de antigamente
Floreia a chita na dança
E acende a alma da gente

Vaneirita… tranco bueno
Daquelas de dar bênção,
Quando um gaucho desprolijo
Se perde pelo galpão

Mas que rica vaneira
Pra bailar de pé virado
Com a mais linda matreira
Que se mosqueia de largo,
Pra “arrumá” encomodação
Picaneando o coração
Pedindo amor emprestado

E o suor, que pouco importa
Calienta a alma num upa…
Com sonhos de rancho novo
E uma prenda na garupa
– Rio grande do campo a fora
São tão lindas as auroras
Pra’o índio que enfeita esporas
Com sementes de anone!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s