A Lenda do Tesouro do Arroio do Conde – Nilton Ferreira


17ª Reculuta da Canção Gaúcha – Guaíba – RS – 2006.

A LENDA DO TESOURO DO ARROIO DO CONDE

Letra: Carlos Omar Villela Gomes
Melodia: João Bosco Ayala Rodrigues
Intérprete: Nilton Ferreira

Maria Tereza sorriu…
Do fundo de um tempo que não se afogou,
Sorriso que a moça luziu
Vem da mesma boca que a morte beijou.

Com a benção de Santa Izabel,
Maria Tereza inundou-se de luz,
Estrelas de um último olhar
Brilhando nas pedras preciosas da cruz.

O abraço do moço do campo
Tentando salvá-la do arroio fatal…
Mergulhou nas águas escuras,
Mostrou que o amor é mais forte que o mal.

Maria Tereza se foi…
Nos braços de quem recebeu seu perdão,
Porém, levou dentro do peito
O jeito garboso do seu capitão.

O seu capitão adorado,
Sofrido e cansado, morreu de paixão…
A mãe de Maria Tereza
Nas águas do arroio encerrou sua missão.

Seguiu o destino da moça,
Um grande tesouro de ouro e riqueza,
Tesouro que fica pequeno
Frente ao coração de Maria Tereza.

A santa abençoou essa terra,
Na cor dos minérios seus novos tesourros,
Mas nada é maior que a riqueza
Dos sonhos que vivem nas águas do arroio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s