Redenção – Marcelo Oliveira


12º Acampamento da Canção Nativa – Campo Bom – RS – 2013.
Composição premiada com o Primeiro Lugar, Melhor Letra e Melhor Arranjo.

REDENÇÃO

Letra: Adriano Silva Alves
Música: Marcelo Oliveira
Declamação: Adriano Silva Alves
Intérprete: Marcelo Oliveira

Nas mãos um terço de tento
Na Catedral do silêncio
Busco a prece que perdi;
Do meu povo mais antigo
Que vive, que anda comigo,
Que esqueci…

Na cruz nos ombros, as penas,
Braços da fé que condena
Em nome da esperança;
Que brota em terra vermelha
Na pedra sem boleadeira,
Na lança…

A sombra encontra o guerreiro
Na mesma “sombra” do oveiro
Na lágrima da retina;
Num grito a pele e o vento,
No couro, a tira de tento
E a crina…

Na rouca voz dolorida
A prece devolve a vida
Do meu povo, que esqueci;
Na Catedral do Silêncio
A humilde forma dum terço
Que perdi…

Nas tantas vindas primeiras
Que hoje, em terra vermelha,
Não tem cruzes, pra oração;
E em nome da esperança
Me ajoelho, por sobre a lança,
Beijo o chão…

E Luz desfaz o guerreiro
Que em “luz” encontra o oveiro,
O couro, a pele e a crina;
Terço de tento, na mão,
Lágrima em paz, redenção,
Nas retinas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s