Vira-Mundo (Bom dia… Boa tarde… Boa Noite…) Vigília – Rubilar Ferreira


12ª Vigília do Canto Gaúcho – Cachoeira do Sul – RS – 2001.

VIRA-MUNDO (Bom dia… Boa tarde… Boa Noite…)

Letra: Tadeu Martins
Música: Rubilar Ferreira
Intérprete: Rubilar Ferreira

Bom dia… boa tarde… boa noite…
Conforme as horas que são;
Sou filho do espinho grosso
E neto do arranhão.

Se for de manhã, bom dia,
Com água fria saluça;
O lado que esquenta as paia,
O sol me bate na fuça.

Se for de tarde, boa tarde,
Hora que pica a mutuca;
O lado que esfria as paia,
O sol me bate na nuca.

Se for de noite, boa noite,
A sombra percura os cantos;
O sono vive solito
E os dorminhocos são tantos.

Sou filho do espinho grosso
E neto do arranhão;
E quando os olhos se fecham,
Me viro em assombração.

Sou filho do espinho grosso
E neto do arranhão;
E quando os olhos se abrem,
Já lavei meu chimarrão.

E, prá viver gauderiando,
Me sinto bem à vontade;
Eu viro o carnal do mundo
Em busca da liberdade.

Sou leviano como o vento,
Não deixo rastro no chão.
Só de cheiro me sustento,
Como bóia, se me dão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s