Uma Casa Lá No Sul – Victor Hugo


2ª Sapecada da Canção Nativa – Lages – SC – 1994.
Prêmio de Melhor Intérprete para o Victor Hugo.

UMA CASA LÁ NO SUL

Letra: Adão Quevedo
Música: Adão Quevedo
Intérprete: Victor Hugo

Eu tenho uma casinha
Lá no coração do sul,
Um rio da água clarinha,
Mato verde, céu azul.

Onde o clarão da aurora
Manda seu primeiro raio…
Riscando a ponta de espora
O sol, este pingo baio.

Essa casa tão singela,
Feita de palha e madeira,
Com flores na janela,
Bem ao pé da cachoeira.

Não tem frente nem fundo,
Mas cabem os sonhos meus;
É o melhor lugar do mundo
Pra acordar nos braços teus.

Sinto o cheiro do araçá
E o gosto da pintanga
Quando o canto do sabiá
Ecoa lá na sanga.

E a D’alva se demora,
Extasiada em poesia,
Espreguiçando as horas
Pra saudar um novo dia.

Quando a tarde adormece
No silêncio dos ninhos,
Como se fosse uma prece,
Derramada nos caminhos.

Onde a lua segue o rastro
De uma estrela desgarrada,
Na infinidade dos astros,
Lá na última invernada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s