Na Sombra do Angico – Cesar Santos


40ª Califórnia da Canção Nativa do RS – Uruguaiana – RS – 2017.

NA SOMBRA DO ANGICO

Letra: Rafael Ovídio
Melodia: Cesar Santos
Intérprete: Cesar Santos

Impávido ser… Ser assim…
Homens de fio de bigode,
Grossas melenas e sebo no rim…
E sebo no rim!

Gente de relho e espora,
Pedro, manoel, serafim…
Sempre de ouvidos alertas
Na espera da voz de um clarim…

Essa é a alma gaúcha,
A mesma que trago em mim,
Sou neto na sombra do angico
Que o vô plantou no jardim!

Doces, qual mel de mirim…
Mulheres banhadas de sol
Sorrindo com lábios carmim…
Com lábios carmim!

Mulheres de tempos modernos,
Luiza, elisa, yasmin,
Colorem a vida nas praças
Voando em alados patins!

Homens de tempos modernos,
Guiga, fabrício, martin!
De bike cortam o vento
Vestindo calças de brim!

Todos da mesma querência
Nessa linhagem sem fim…
Homens com força de tigre,
Mulheres cheirando a jasmim…

Essa é a alma gaúcha,
A mesma que trago em mim,
Sou neto na sombra do angico
Que o vô plantou no jardim!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s