Beira D’estrada – Leandro Berlesi e Alan Veiga


32ª Califórnia da Canção Nativa do RS – Uruguaiana – RS – 2003.

BEIRA D’ESTRADA

Letra: Leandro Berlesi
Música: Leandro Berlesi
Intérpretes: Leandro Berlesi e Alan Veiga

Quem ta vindo lá,
É o seu Florêncio
Vem trazendo a mala cheia de coisarada,
“Travessô” o Uruguai a nado de madrugada
Mas só vem voltando agora

Quem tá vindo lá,
Tia Joaquina saindo da capoeira com a saia amarrotada
O balaio tá vazio. Ai! Não tem nada
E uma rama de guanxuma na melena pendurada

Quem tá vindo lá, é o Chiquinho
No seu tranco costumeiro, bem ligeiro e miudinho
Argola no mol da “oreia”, foi criado co’s padrinho
E “inda” não tem namorada

Beira d’estrada
“Óia” de tudo, não vejo nada
Beira d’estrada
“Escuita” tudo, não ouço nada
Beira d’estrada
Fala de tudo, não digo nada

O que será…
Que o seu Florêncio foi fazer do outro lado?
Quem sabe uma pescaria!
Por quê ele não foi de balsa?
Preferiu a água fria!
Talvez pagando promessa pra Santa Virgem Maria
AMÉM, ALELUIA…

Por quê será…
Que a tia Joaquina se embretou na capoeira?
Tava colhendo amora!
Balaio voltou vazio?!
Os Bicho levaram embora!
Quando caiu enxotando um lobisome campo fora!
ÊRA,ÊRA,ÊRA HÔ…

O que se passa com o Chiquinho,
Espetou as duas “oreia”?!
Foi pra agradar as menina!
Caminhando desse jeito, o sujeito é cola fina!
“Inda” Não tem namorada se guardando pra batina!
DÔMINI, DÔMINI, DÔMINI, AGNUS DEI…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s