Empurrando as Morena – Lisandro Amaral


12ª Vigília do Canto Gaúcho – Cachoeira do Sul – RS – 2001.

EMPURRANDO AS MORENA

Letra: Lisandro Amaral
Música: Cristian Camargo
Intérprete: Lisandro Amaral

Fui num baile na “véia” Uracila,
Fim da esquila que a indiada se abusa
Os cavalo “deixemo enciado”
Os pelego virado com medo da chuva

Já no más “escondemo” o veneno
Vinho bueno debaixo do pala
E “adentremo” arrastando chilena
Empurrando as morena pro meio da sala

Na penumbra o finando Lautério
Por gaudério, faceiro e borracho
Não perdoava “muié” com marido
Assoprava o vestido e espiava por baixo

E o Ponciano que nunca foi santo
Lenço branco à meia costela
Ouve a gaita e a rancheira sacode
Esfregando o bigode na “véia” Miguela

É por isso que eu rezo meu terço
Num floreio de gaita e pandeiro
E amanheço arrastando chilena
Empurrando as morena num baile campeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s