Segunda-Feira Bem Cedo – Vitor Amorim


17ª Estância da Canção Gaúcha – São Gabriel – RS – 2010.
Composição premiada pelo Melhor Arranjo Instrumental

SEGUNDA-FEIRA BEM CEDO

Letra: Rogério Villagran
Música: Rogério Villagran, Kiko Goulart e Vitor Amorim
Intérprete: Vitor Amorim

Segunda-feira bem cedo…
Parece que o tempo muda
E a coisa fica mais osca
Pra o xucro que calça espora!
Um grito de vir à frente
Benze a mangueira da forma,
Onde a peonada da estância
Enfrena ao romper da aurora!

Segunda-feira bem cedo…
Faço cantar as argolas
Quando – afoito – aperto a cincha
No alvoroço da encilha…
Sou mensual e não refugo
A volta por mais maleva,
Talvez, por isso, o destino
Pra os bastos me fez forquilha!

E, assim, no más me desdobro,
Volteando a manhas do tempo!
Pois pra um índio peão de campo
A vida não tem segredos.
Levo o mundo nos encontros
Do pingo das ‘minhas confiança’
E o resto eu reponto a grito
Segunda-feira bem cedo!…

Segunda-feira bem cedo…
Um grito de “upa” me leva
Pra o parador do rodeio
Do invernadão das “Polianga”!
Vem na volta da função,
Refugo e tiro de laço
Enquanto o sol – despacito
Pra um mormaço se arremanga!

Segunda-feira bem cedo…
Lembro da tarde passada
Quando, na boca da noite,
Firmei as garras num mouro
E ali – no mate do estribo –
Sorvi dos lábios da linda
A ânsia que me reponta
Pra um domingo de namoro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s