Recuerdo Tropeiro – Lisandro Amaral


12º Acampamento da Canção Nativa – Campo Bom – RS – 2013.

RECUERDO TROPEIRO

Letra: Guilherme Collares
Música: Guilherme Collares
Intérprete: Lisandro Amaral

O tempo das tropas largas
perdeu-se no pensamento
de tanta poeira e passado
que o mundo novo olvidou.

E tanta história e herança
vive das poucas memórias,
que poucos trazem na essência,
de um tempo que, hoje, é distância…
Que foi meu tempo… e passou!

Há quem diga que o passado
se perde ou nem tem valor;
ou vive apenas na essência
de quem percebe as ausências
dos que plantaram silêncios
nas curvas do corredor.

Há quem diga que a memória
serve apenas de fiador
aos que guardaram recuerdos
das tropas do sentimento,
que restaram nas lembranças
das curvas do corredor.

Fui tropa… sou corredor…
Rondando a vida na aguada…
Um coração de ponteiro
chamando a tropa na estrada…
Sou canto e aboio tropeiro
que ecoa nas invernadas…
Venho de um tempo andarengo
que, hoje, é memória e mais nada!…

Herança é algo que o tempo
não faz perder seu valor…
Transcende vida e distância,
brota em cada sentimento
que a voz do tempo não cala
nem muda conforme a dor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s