Viejito – André Teixeira


8ª ExpoCanto – Arroio Grande – RS – 2016.
Composição premiada com o Primeiro Lugar, Melhor Melodia (Juliano Gomes) e Melhor Instrumentista (Pedro Terra).

VIEJITO

Letra: Evair Gomez
Música: Juliano Gomes
Intérprete: André Teixeira

Por mais que pesem minhas tavas
E insistam bolcar de “culo”
Amanhã encilho o mulo
E por supuesto que me vou…

Por mais que pesem minhas tavas
E insistam bolcar de “culo”
Vou campear de volta o rumo
Atrás do que se apartou

Levo uma tesoura afiada
Pra causo topar uma esquila
Vinte palhas, bem sovadas
Que tirei de duas espigas
Meia dúzia de bolacha
Uma paleta pra consumo
Uma canha com arruda
Dois “paquetito’’ de fumo

– Me deu saudade minha véia –
Hoje aqui, frente da estufa
Se estaqueou um lagrimão
No palanque de uma ruga

Andam pesando minhas tavas
Com ganas de botar “culo”
Amanha me vou, me vou…
Com algumas tralhas e o mulo

Levo uma tesoura afiada
Pra causo topar uma esquila
Amanha me vou, me vou…
Passo y tranco ao clarear o dia
Levo um potranco alazão
Pra arrocinar pras gurias
Amanha me vou, me vou
Passo y tranco ao clarear o dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s