Flor Morena de Mí Alma – Rogério Melo


2º Canto Sem Fronteira – Bagé – RS – 2004.

FLOR MORENA DE MI ALMA

Letra: Evair Gomez
Música: Marcelo Oliveira
Intérprete: Rogério Melo

Ranchito, costa de mato
Lindeiro com o corredor
Onde vivi um amor
Que se me foi pelas mano

Noite clara, alguns anos
Mascava um potro o pañuelo
E luzia meus aperos
Baho duma lua estampada

Ranchito de pedra e quincha
Qual da sombra uma tala
Não se assoma mais a guaina
Nem pa’curociar quem passa

Mas, aí, tranço meu rastro
Quando dou volta pra estância
E sigo, nesta constância
De rever a flor morena

Noite dessas que, de volta
Costeei manso, rancho e tala
Vi dois brilhos no escuro
Me buscando a mirada

Conheceu ali, por certo
Flor morena de mi alma
O compasso das chilenas
E o luzir de minhas galas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s