Campo e Cruz – Leonel Gomez


17ª Reculta da Canção Crioula – Guaíba – RS – 2006.
Prêmio de Melhor Intrumentista para o Leonel Gomez.

CAMPO E CRUZ

Letra: Evair Gomez
Música: Cristian Camargo
Intérprete: Leonel Gomez

Emponchado cruzo a pampa
No rosilho rabicano
Toso de quem vem chegando,
Dos pagos buenos de “allá”
Na trama do bichará,
Trago alegrias e penas
E em cantigas da chilena
Alpejo meu andejar.

Boca da noite, “Viernes Santo”,
Venho campeando o rancho,
Depois de uma safra espichada
E encurtando uma estrada,
Por saber cortava campo…

Noite clara “Viernes Santo”,
O rosilho em passo manso,
Minh’alma, rastro de luz,
Me topei com campo e cruz
Bem as espaldas de um rancho…
Me topei com campo e cruz.

Talvez por andar distante
De alguma légua das casas,
Venho de alma minguada,
Sovada da encimera.
Mirando a cruz de madeira,
Minha’alma foi terra adentro
Até encontrar o alento
E outra alma de fronteira.

Me vi sol, lua e estrela
Num repente,
Mistura de terra e gente,
No quadro da sepultura
Onde resoja uma figura
Em um solo diferente.

Taloriei num derepente,
Pois minh’alma certamente
Deixou um lume de luz,
“Viernes Santo”, campo e cruz
Nos olhos de quem sente…
“Viernes Santo”, campo e cruz.
Boca da noite “Viernes Santo”,
Me topei com campo e cruz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s