Tenho Vivido Fronteiras – Léo Almeida


1º Minuano da Canção Nativa – Santa Maria – RS – 2002.

TENHO VIVIDO FRONTEIRAS

Letra: Tadeu Martins
Música: Lenin Nuñes
Intérprete: Léo Almeida

Ai que dó que faz a dor,
Da distância de mim só
Vivo sozinho de amor,
Dentro do meu peito, DÓ

Ai que réu que faz afiar
As facas da minha fé.
Tenho destino de andar
Prendido de estrada à RÉ.

De ti ficarei distante
Na ilusão do frenesi.
Como viverei constante,
Se não passarei de MIm?

Tenho nos olhos divisa,
Mas no coração não há
A terra olha onde pisa,
E a divisa se FArá.

Tem adeus todos os dias,
Onde nasce o arrebol
A lua, longe do dia
E a noite longe do SOL.

Tenho vivido fronteiras,
Destino de quem será,
Se nas asas das bandeiras,
Tem o mesmo céu de LÁ.

Somos iguais desiguais,
Na pauta que redimi,
As harmonias sociais,
Das diferenças em SI.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s