Recuerdo e Romance Sureño – Jorge Freitas


Querência do Bugio – 11º Aparte – São Francisco de Assis – RS – 2006.*

RECUERDO E ROMANCE SUREÑO

Letra: Zeca ALves
Melodia: Sergio Rosa
Intérprete: Jorge Freitas

Firmando as rédeas de um bocal feito a capricho,
Pelego preto sobre os peçuelos sovados,
Chilena buena, talareadno algum cambicho
Que pela calle por certo foi envidado.

Afinadito, o maneador traz esperanças
Amanunciando esse olhar encimesmado…
Porque o romance no buçal firmou a trança,
Junto ao palanque e o cabresto dos afagos.

A cavalo me voy procurar viejos sueños
Na paz das aguadas de algum corredor,
Um romance sureño num rancho florido,
Num fundo de campo onde vive mi flor.

Abaixo do estribo, um cusquito ovelheiro
É quem faz o fiador pra quem busca horizontes…
E um pôr de sol, tempranito e inverneiro,
Reponta o luar que renasce entre os montes.

No céu pañuelo, bandeira maragata,
A ilusão se desprende em frente à cancela,
O recuerdo se junta ao luar cor de prata
E num brilho de estrelas vejo os olhos dela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s