Flor de Tento – Rui Carlos Ávila


16ª Estância da Canção Gaúcha – São Gabriel – RS – 2008.
Composição premiada como Melhor Poesia.

FLOR DE TENTO

Letra: Adriano Silva Alves
Música: Rui Carlos Ávila
Intérprete: Rui Carlos Ávila

Não fui do amor, a linda flor por “colorada”,
Antes romance, aos olhos claros de uma espera;
Desabrochando em suaves pétalas de aroma
Sonhando a vida, junto a um céu de primavera.

Não fui do adeus à flor calada, em alva imagem.
Por entre as mãos de um triste aceno na porteira;
De quem partiu, sem ter certeza de regresso,
E se fez pó, saudade, estrada e um céu de poeira.

Mas fui semente, lado avesso de outra vida…
Plantada em face de carnal, no “olhar” do couro,
E germinei por entre os galhos de uma trança,
Que guardam sóis e enfeitam luas, junto ao mouro…

E me fiz flor de aroma simples, por ser campo…
E primavera, por também saber dos ventos;
Que antes provei, vivendo em mãos de ser destino,
E renasci por “outras” mãos em alma e tento…

Não fui da plena mocidade, a flor Pequena…
Serena, no cabelo, em negra trança;
Que aos poucos revelava seus encantos
De nova “flor”, deixando os sonhos de criança.

Não fui “altar”, pra o livre, vôo em asas calmas,
Que pousa em paz, mais que esperanças por amor,
Nutrindo a vida e seus aromas junto aos lábios
De suaves pétalas, que esperam um “beija flor”…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s