Recado – Ricardo Bergha


13ª Sapecada da Serra Catarinense – Lages – 2013.

RECADO

Letra: Aldo Martins Neto
Música: Ricardo Oliveira
Intérprete: Ricardo Bergha

Ao por do sol mateio e reflito os pealos da vida e suas rodilhas.
Se vai o sol e mergulha solito. Pra nascer a Dalva com as Três Marias.
A lua cheia vai ganhando espaço… O jujo do mate me tira o amargo…
A noite calma leva o mormaço que trouxe o sol a pino cravado.

Madrugada, o mate lavado! O mesmo olhar mirando as brasas!
Tudo em silêncio se quer um recado. Apago o fogo, me recolho a casa.

No catre mirando a janela vi no céu uma estrela cadente
Fiz um pedido e confessei a ela – Sei que esse amor é brasa ardente
Quantos pealos já saí de liso! Quantos pealos me vi de bolcada!
Por isso os olhos de orvalho embebidos, por isso leve um recado a Amada!

Com teu sorriso sou ponta de tropa,
Ipê florindo pela primavera,
Sou o mimoso brotando viçoso,
Pingo faceiro em festa campeira.
Sem teu sorriso viro boi matreiro,
Folha seca tombada ao chão,
O pasto seco queimado no inverno,
Lombo pisado… volto a redomão.

Uma ideia sobre “Recado – Ricardo Bergha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s