Quando Meu Canto Passar – Vitor Amorim, Arthur Mattos, Maicon Oliveira e Ricardo Bergha


13ª Sapecada da Serra Catarinense – Lages – SC – 2013.
Composição premiada com o Primeiro Lugar, Melhor Letra, Melhor Melodia e Melhor Conjunto Vocal.

QUANDO MEU CANTO PASSAR

Letra: Rafael Ferreira
Música: Vitor Amorim
Intérpretes: Vitor Amorim, Arthur Mattos, Maicon Oliveira e Ricardo Bergha

Medi…
Medi forças no cantar por pelincho me desdobro
Sem menos ruflar as penas das penas que assim me cobram
Cantei…
Mas cantei de peito aberto acalantos de índio vago
Enquanto na minha volta a noite bebia um trago…

Cantei…
Cantei os sonhos do ontem frente ao tempo – acordado –
Pois se enxerga tanta coisa mesmo de olhos fechados
No escuro…
No escuro a baixo as pestanas palpitam cores – macias –
Onde as imagens que vemos vêm traduzir as poesias

Embriagada era a noite ao se encontrar no meu canto
Viu seu mundo igual ao meu lhe achando escuro – garanto –
Na verdade só os olhos guardaram o negror noiteiro
Por contemplar a clareza de um canto – peito viageiro –

Cantei…
Cantei essências de vida num vasto plano de mundo
Vivendo aquilo que vinha ecoado a cada segundo
Me vi…
Pois me vi de alma gaudéria trocando passos pra frente
Buscando tudo no nada de olhos fechados somente

Medi…
Medi forças no cantar por pelincho me desdobro
Sem menos cobrar o preço do preço que assim me cobro
Pois não…
Pois não esperem de mim o que não posso lhes dar
Apenas fechem os olhos quando meu canto passar

Quando meu canto passar
Apenas fechem os olhos
(para que possam enxergar)….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s