Quando Entreguei Minh'alma em Prece Pra Guitarra – Marcelo Oliveira


4ª Aldeia da Música do Mercosul – Gravataí – RS – 2007.
Composição premiada com o “Troféu Itacolomi” pelo Terceiro Lugar e o prêmio de Melhor Arranjo.

QUANDO ENTREGUEI MINH’ALMA EM PRECE PRA GUITARRA

Letra: Adriano Silva Alves
Música: Marcelo Oliveira
Intérprete: Marcelo Oliveira
Recitado: Adriano Silva Alves

Insone noite em que me vi silêncio,
Mistério e vida num altar pagão.
Onde busquei em paz saber-me prece
E por milonga me fiz oração.

E a Deusa Bugra dos anseios tantos,
Fui confessando sem saber as penas
Que me rondavam por silêncio e tempo,
E em milonga renasci poema.

E a cada estrofe um pouco mais dos sonhos
Que o tempo-alma nos mostrou na cruz,
A qual não tive em meu altar silente
E por milonga me encontrei em luz.

E me tornei por oração, vida e poema,
Face da luz em paz e alma, e mais nada,
Onde os silêncios renasceram esperança
Quando entreguei minh’alma em prece pra guitarra.

E a noite insone ao romper os seus silêncios,
Se tornou vida pelo meu altar pagão.
Onde encontrei-me paz, enfim por uma prece
Que em milonga se fez tempo e oração.

Com a Deusa Bugra entre meus braços, por milonga,
Soube entender e enfim findar as minhas penas.
E então deixei por tempo e lua meus silêncios
Pra renascer verdade e vida num poema.

E a cada estrofe em florescer por novos sonhos
Que por milonga encontrei semente em luz.
Junto a um altar antes silente e por poema,
Num gesto-alma que se fez igual à cruz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s