Lechiguana Melador – Pirisca Grecco


10º Candeeiro da Canção Nativa – Restinga Seca – RS – 2009

LECHIGUANA MELADOR

Letra: Binho Pires
Música: Érlon Péricles
Intérprete: Pirisca Grecco

Sou melador, moro num fundão de grota
E o meu sustento eu ganho furando “oropa”
De andar lidando com as marditas africanas
No meu rincão me apelidaram Lechiguana

Faz trinta dia ando rondando uma buerana
Num oco fundo dum cerne de canjerana
Enxame forte carregadinho de mel
Mas as bichinhas mais brabas que cascavel

Bem no tranquito vou entrando mato a dentro
Na moda veia não precisa equipamento
Meto fumaça, puxo os favos e ala pucha
Toco ligeiro que ta se acabando as buchas

Tenho encomenda lá da tia Ana
Mais cinco quilo pra “casteiana”
Oropa gorda, essa semana
Tu enche “os bolso” do Lechiguana

Deixa que venha ferroando pelas “oreia”
Que um melador não dispara da peleia
Deixa que venha ferroando pelas “oreia”
Sou Lechiguana e não floxo pra essas “abeia”

A hora boa de melar é à noitinha
As sentinelas sempre ficam mais mansinhas
Tome cuidado e não atraque com o sol quente
Já vi enxame correndo muito valente

Tem índio novo dando uma de zangão
Coloca luva, capacete, macacão
Eu vou tenteando e gosto mais da moda antiga
Vou atracando de bombacha e sem camisa

O Lechiguana é galo forte e não tem medo
Vai indo aos tapas lidando com o bicharedo
É oficio bruto um ferrãozito aqui e ali
Taura que não se garante que vá melar jataí!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s