Flor de Outono – Alexandre Taveira


2ª Semente da Canção Nativa – Rio Grande – RS – 2013.
Composição premiada como Música Mais Popular.

FLOR DE OUTONO

Letra: Deivid Damaceno
Melodia: Alexandre Taveira e Maicon Paiva
Intérprete: Alexandre Taveira

O beija-flor que já estava costumado
Com a flor de outono embelezar o meu jardim,
Sempre chegava, contemplando a paisagem,
Com sutileza pra cuidar de um querubim.

A natureza contrariava a primavera,
Veio dar vida à voz em outra estação,
Onde as folhas desprendiam-se dos galhos,
Preenchendo os verdes dos campos do meu rincão.

E o beia-flor que não viu mais a sua amada,
Aqui, nos campos, perdeu razões para voar…
Deixou lembranças, reveladas na molduras,
De uma janela onde serena o meu olhar.

Por cinco outonos a cena foi sempre a mesma
E presenteava os corações, à cada dia,
De quem plantou e lhe regava, com esperança,
Em ter, pra sempre, a flor de outono, com alegria.

Mas os jardins da eternidade aguardavam
Que a mão de Deus, ali, plantasse nova flor…
Campos celestes e almas de vidas eternas –
Então, a rosa partiu num beijo de amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s