O Cantar Que Nos Hermana – Pirisca Grecco (Coxilha)


23ª Coxilha Nativista – Cruz Alta – RS – 2003.

O CANTAR QUE NOS HERMANA

Letra: Carlos Souza
Músicas: Érlon Péricles
Intérprete: Pirisca Grecco

Milonga se canta com garra
E ânsias de pátria no peito
Juntando verso e guitarra
Entrelaçados com tentos

É o canto de liberdade
No vôo de um passarinho
É o berro do touro no pasto
É o rastro do meu caminho

Se ponteada ou mais largada
Rio-grandense ou castelhana
Na pampa rompe fronteiras
É o cantar que nos hermana

A milonga invida a mágoa
Do santo e do pecador
Até o mais louco se acalma
Pra escutar um payador

Feito o vento no alambrado
Seu assovio se prolonga
Quem tem a alma campeira
Guarda nela uma milonga

Desta vertente divina
Brota uma voz que ressonga
O chão sul-americano
É um manancial de milongas

São três raças hermanadas
Comungando um só destino
A pampa é nossa bandeira
E a milonga o nosso hino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s