Se a Cidade Invade o Campo – Volmir Coelho


24ª Vigília do Canto Gaúcho – Cachoeira do Sul – RS – 2014.

SE A CIDADE INVADE O CAMPO

Letra: Diego Müller e Martín César
Música: Volmir Coelho
Intérprete: Volmir Coelho

A cidade invade a gente
Com seus muros e paredes com suas grades e prisões…
Mansões grandes, prédios largos,
Onde o dinheiro comanda tantas vidas e ambições!

Subúrbios mal sustentados,
Falta e sobra – lado a lado – na divisão das razões…
Poucos vêem que as favelas começam por onde o campo
Vai silenciando seu canto, deitando a flor dos moirões!!!

E o campo vai diminuindo,
Perdendo a cor e o sentido, nos entulhos, soterrados…
Ranchos virando barracos,
Pelo gris dos corredores, onde já não cruza o gado!

O simples se consumindo,
E o horizonte sumindo sob um céu acinzentado…
Que até mesmo os quero-queros – guardadores dos caminhos –
Já vi cuidando seus ninhos do mangrulho dos telhados!!!

De um lado eu vejo o campo
E o seu mesmo rito santo que me fez fruto e raiz…
Do outro lado a cidade
E a sua ilusão de progresso, que dizem fazer feliz…

E nela a exclusão do campeiro,
Que se tornou carroceiro nestes fundões do país…
Paisagens de um rumo incerto nas rédeas de um tempo louco…
– Casca de cerne que aos poucos apodreceu, porque quis!!!

Só não muda a nossa estampa,
Retrato da antiga pampa que vive dentro de nós…
Pois quem sabe de onde vem, ao cantar as suas verdades,
Vê “reinvadindo” a cidade o campo que tem na voz…!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s