Mandando Lenha – Bebeto Alves


26ª Califórnia da Canção Nativa do RS – Uruguaiana – RS – 1996.*

MANDANDO LENHA

Letra: Mauro Moraes
Música: Mauro Moraes
Intérprete: Bebeto Alves

Olha aqui, seu moço,
Faz tempo que eu torço
Pra não chover!
Remendando o cabresto
Eu faço meu tempo
E tento viver.

O charque que eu tinha
Atado no arame,
Pra ressecar…
Se empapou de porqueira
Com a lã ‘das ovelha’
Que tavam por lá.

A égua bragada
Tem cisma d’água,
Até pra beber…
E a terneirada guacha
Em vez de apojar ‘as vaca’,
Berra até encher.

O gado se atola,
Tudo me amola,
O troço é peleia!
Eu só acredito em doma,
Com o freio na boca
De quem não corcoveia.

Não fosse a cuscada
Esculhambando no galpão,
Eu enchia a barriga
De rapadura e chimarrão!

Volteando uma canga,
Trançando um par de rédeas,
Consertando um buçal,
Entalhando um canzil,
O coração mata a pau!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s