Mandalete – Leonel Gomez


11º Canto Missioneiro da Canção Nativa – Santo Ângelo – RS – 2018.
Composição premiada com o Primeiro Lugar, Melhor Letra (Jayme Caetano Braun), Melhor Melodia (Juliano Gomes e Leonel Gomez).

MANDALETE

Letra: Jayme Caetano Braun (in memorian)
Melodia: Leonel Gomez e Juliano Gomes
Intérprete: Leonel Gomez

Faer fogo, botar vaca no potreiro
Levar lenha pro chinedo da cozinha
Ouvir pragas e resmungos
E recolher os matungos
Racionar guacho e galinha.

Descascar, debulhar milho do palheiro
Botar na estaca o zaino parelheiro
Levar corda pra lidar com vaca
Esse o meu mundo, sempre, o dia inteiro.

Dá água pra este petiço
Fecha a porteira da frente
Dês que me tenho por gente
Escutando apenas isso
Às vezes antes do sono
Penso na vida engraçada
Na verdade, tenho dono
E não sou dono de nada.

Sonhando, um dia pensei
Que era estancieiro e ginete
Mas me acordei mandalete
E aí nunca mais sonhei.

Só espero quando for grande
Outro nome diferente
No qual eu mesmo me mande
E tenha nome de gente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s