Pitando – André Teixeira

18º Acampamento da Canção Gaúcha – Campo Bom – RS – 2020.
Composição premiada com o Primeiro Lugar, Melhor Letra (Francisco Brasil) e Melhor Arranjo.

PITANDO

Letra: Francisco Brasil
Melodia: André Teixeira
Intérprete: André Teixeira

Que magia teu pito
que fechado despacito
te lembra tantas histórias?!
Nele paras teus rodeios
tapados de gado alheio
de estâncias na tua memória.

Na primeira baforada
rodou uma colorada
no Rincão da Caneleira.
Correndo uma gaviona,
douradilha temporona,
que refugou na porteira.

O olhar segue a fumaça,
que some feito a comparsa
que tu puxas de lembrança…
de um tempo em que a lã valia
e o pago inteiro vivia
sempre cheiro de esperança.

Quantos campeiros recorda!
– Indiada buena de corda
e ginetaça que era!
Estâncias nome de Santa
que dão um nó na garganta
porque viraram taperas.

Teu cigarro de campeiro
tem algo de parelheireo
a cancha diminuindo.
Cruzaste um lote de anos
contando causos e planos
e o teu pito está se indo.

Co’esta brasita entre os dedos,
reculutas os recuerdos
do tempo das tuas andanças.
E entre ilusões e verdades,
ficam cinzas de saudade
do pito das tuas lembranças.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s