Saudade e Milonga – Índio Ribeiro


4ª Sapecada da Serra Catarinense – Lages – SC – 2004.

SAUDADE E MILONGA

Letra: Mário Arruda
Música: Índio Ribeiro e Galileu Conrad
Intérprete: Índio Ribeiro

Tomando a milonga,
Efreno lamentos,
Lamento é saudade…
De cantiga e campo.

Golpeia meu pranto
A milonga chorona,
De mim se adona
Na calma da tarde.

O sol que me invade,
Se arrima em lonjuras,
A saudade procura
A parceria de mate…

Milonga de campo,
De ginete e cavalo,
De lida de gado,
De mate e de rio,
De canto e assovio,
De amores perdidos.

Saudade de campo,
Gineteada e cavalo,
Da lida de gado,
De mate e restinga,
De canto e cantiga,
De amores perdidos.

Tu és sorrateira,
Matreira e maleva,
Louca e aporreada…
Milonga na espera.

Coração tapera,
Saudade nos tentos,
Reponta o momento,
O cabrestilho se solta…

Amansando a revolta,
De rédeas na mão
De volta ao galpão
Com a alma estribada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s