Razões de Mim – Luciano Maia


21ª Sapecada da Canção Nativa – Lages – SC – 2013.

RAZÕES DE MIM

Letra: Gujo Teixeira
Música: Luciano Maia
Intérprete: Luciano Maia

Eu trago a bombacha puída de tempo e espinhos
e as botas marcadas pra sempre, do suor dos cavalos
no meu aba-larga, a poeira, de antigos caminhos
e o meu tirador, conta os riscos de golpes e pealos.

Eu tenho as mãos calejadas, de rédeas e cernos
e as pernas cambotas moldadas ao corpo do basto
a pele curtida das tardes, de guapos invernos
e os olhos de um brilho tamanho, embora já gasto.

Eu trago na alma uma gana, que topa de “fronte”
e no coração as saudades que sempre guardei
no meu pensamento miradas de mil horizontes
lembranças de um tempo passado, que nunca passei.

Eu tenho na voz um aboio de largas tropeadas
que ouço ainda de longe, um chamado de: — Venha !
Eu provo hoje gosto de um mate, com água jujada
benzendo um assado que pinga na brasa da lenha.

Eu trago da terra lições que ninguém mais ensina
do vento conheço os segredos que não vai contar
no fogo ainda queimo verdades, por quem não opina
que nem o aguaceiro mais forte, consegue apagar.

Por isso, que vivo na alma, e no corpo me vejo
pilchado de campo e genuíno, qual nobre elemento.
Aguço os sentidos que tenho, tal qual meu desejo
pois sei da razão que me dá, e me tira o sustento…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s