Daquele Jeito – Felipe Dias, Fabricio Ocaña e Grupo Mogango Maleva


10ª Sentinela da Canção Nativa – Caçapava do Sul – RS – 2012.

DAQUELE JEITO

Letra: Leonardo Borges
Música: Marcelinho Nunes e Felipe Dias
Intérpretes: Felipe Dias, Fabricio Ocaña e Grupo Mogango Maleva

Caio na estrada com “ganas” de retoçar
Pra “resollar” num bailezito do rincão
Pitando um fumo me perfuma a “figueria”
E as picardia vão nas “listra do facão”

“Cerro da Alve” faz parada no “Machado”
Bolso recheado “pra estas folga domingueira”
Com uns “trago” forte no balcão quase “me pélo”
E uns caramelo pras “morena dançadeira”

É deste jeito que este peão vai “pros bailão”
Nalgum galpão pra “resollar” da dura lida
“Mas não dá nada na campanha a graxa é banha”
As “vez” se ganha outras “vez” se arrisca a vida!

Baile animado e eu mais pra lá do que pra cá,
Com guaraná pra “cortá” o vinho num “pé-sujo”
“Apeei” do pingo – rédea solta no aramado –
Eu já mamado fui pisando em “caramujos”…

Chego na porta e o “carão” foi “de vereda”
Veio o patrão e mandou um chasque pra mim
“– Te arranca negro, que hoje o baile é familiar…
Se tu tentiá a gente vai batê o teu Brin!”

É deste jeito que este peão vai “pros bailão”
E no rincão “as vez” se perde no caminho
Mas não dá nada, na campanha a graxa é banha”
Maldita canha que me faz “voltá” sozinho…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s