Palanquero – Leonel Gomez


20ª Vigília do Canto Gaúcho – Cachoeira do Sul – RS – 2009.

PALANQUERO

Letra: Evair Suarez Gomez
Música: Juliano Gomez, Mauro Moraes e Leonel Gomez
Intérprete: Leonel Gomez

Tosado contra o sabugo
Com ares de pulseador,
Troca orelha, sona as ventas,
Pescoceiro e sentador…
Entre o cavalo e o ginete,
Que gaucho palanqueador!

Uma faixa branca e celeste,
Outras desta pampa e flor,
Escora o brilho da prata
De um cuchillo carneador.
E um sombreiro copa alta,
Mescla de poeira e suor…

Um aporreado que senta,
Outro dá um tirão e se bolca…
Algum não chega ao palanque,
Mas arredado se solta!
Pra um gaucho palanqueador,
A situação pouco importa…

A estopa meio esfiapada
Esconde o botão da flor
De um buçal forte torcido,
Desses bem aguentador.
E a mão golpeia o cogote
Pra “ajeitá” algum sentador…
A estopa meio esfiapada
Esconde o botão da flor.

Comungam do mesmo credo,
Sabem de espinho e de flor…
Do potro manso ao palanque,
Daquele mais roncador.
Do índio que soca a cama
E do que dá vuelta de honor…

Tapeia no más, tapeia…
Bem na tábua do pescoço,
Que o tampão da espora grande
Hay quem floreie por gosto.
Porque a experiência da doma
Vem estampada no rosto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s