Mais Um Temporal – Nilton Ferreira


1º Campo em Canto – Itaqui – RS – 2006.

MAIS UM TEMPORAL

Letra: Luis Gastaldo
Música: Piero Ereno
Intérprete: Nilton Ferreira

Beirando a fronteira o tempo se arma para um aguaceiro,
As nuvens pesadas escurecem o dia um pouco mais cedo.
O cheiro da terra, que o vento reponta, invade as casas…
As aves regressam, procurando abrigo pelos arvoredos.

Nos campos do fundo a manga de água branqueia as coxilhas,
Correndo os terneiros que ainda se assustam com raio e trovão.
Por entre as canhadas o gado perfila, de anca pra chuva,
Esondendo a cara dos pingos que caem nesta viração.

São nestes momentos que os braços do vento me tiram da lida,
Que eu volto mais cedo, pedindo guarida e teu coração.
Olhando teus olhos, alheios à chuva e ao mundo lá fora,
Esqueço o cansaço e me abrigo no abraço de uma paixão.

Disparam as horas e o tempo que passa carrega as nuvens
Pra além do horizonte, aonde desponta o sol da manhã.
Minha alma serena, me sinto mais leve que a brisa que sopra,
Em ti vejo o brilho da flor orvalhada de um tarumã.

Sou homem campeiro e me agrada esta lida que tenho e que faço,
Jogando meu braço, repontando gado, domando bagual.
Mas meu coração, pealado de amores, espreita o horizonte,
Querendo que o vento me traga de novo mais um temporal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s