Um Gaúcho vem da Fronteira – Luiz Marenco e Grupo Alma Musiqueira


22ª Coxilha Nativista – Cruz Alta – RS – 2002.
Compoisção premiada com o Melhor Conjunto Instrumental do Festival.

UM GAÚCHO VEM DA FRONTEIRA

Letra: Gujo Teixeira
Música: Luiz Marenco
Intérpretes: Luiz Marenco e Grupo Alma Musiqueira

22ª Coxilha Nativista – Cruz Alta – RS – 2002.
Compoisção premiada com o Melhor Conjunto Instrumental do Festival.

UM GAUCHO VEM DA FRONTEIRA

Letra: Gujo Teixeira
Música: Luiz Marenco
Intérpretes: Luiz Marenco e Grupo Alma Musiqueira

Um gaúcho vem da fronteira
sombreiro de palmo e meio
com um poncho sobre o ombro
mostrando o carnal “vermeio”.

Vem bem firmado no estrivo
nas mãos as rédeas trançadas.
Quem será este gaúcho?
Pra onde segue na estrada?

Um gateado frente-aberta
franja comprida e calçado
no esteio das quatro patas
vai cruzando no povoado.

Um gaúcho maragato
com pose de comandante
um capataz sem sua tropa
ou quem sabe um retirante.

Um homem e seu cavalo.
É um centauro entonado
-Em cima vai um gaúcho!
-Em baixo vai um gateado!

Mas é um gaúcho apenas
arreios gastos da lida
de certo, já cansou cavalos
buscando um rumo na vida.

Os olhares das janelas
lhe dizem, sem falar nada
são perguntas, sem respostas
que vão com ele na estrada.

Que será que traz na alma
alguma enchente, ou estio
passa batido, em seu rumo
no curso do próprio rio.

Traz o olhar destes pagos
na sua estampa campeira
deve ter alma de campo
por que vem lá da fronteira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s